Postado por: Sidney Cohen

Delivery do tradicional ao inusitado

A inovação chega até você


Sidney Cohen
Palestrante.
CEO da
Bit Partner Consultoria Empresarial.
CEO do
PME NEWS.

O Delivery entra na onda dos aplicativos que impulsionam o setor.  Se pelo lado do cliente tem dentre as vantagens a maior comodidade, segurança, facilidade de escolher o produto/serviço, redução de problemas de comunicação e acompanhamento do pedido, do lado das empresas que terceirizam esse tipo de serviço, também são boas, como o fortalecimento da marca, menor investimento do que se tivesse que oferecer esse serviço, o apoio da tecnologia dos aplicativos integrado ao sistema de gestão, dentre outras.

Quanto ao “cardápio”, são muitas as opções, das tradicionais, como refeições e medicamentos, as mais variadas, como: o material de construção, utensílios domésticos e combustíveis, eu não me enganei, é isso mesmo, combustíveis.

Só o setor de alimentação, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), movimentou cerca de R$ 11 bilhões em 2018, com estimativa de crescimento de R$ 1 bi ao ano.

Seguem modelos inovadores e alguns já conhecidos do setor que não para de crescer.

Ifood:

Referência do setor e em tecnologia disruptiva. Em 2018, os pedidos via iFood ultrapassaram a marca de 10 milhões, o aplicativo está presente em quase 500 cidades, em todos os estados do país. De 2017 para 2018, restaurantes parceiros tiveram um aumento de até 84% em seu faturamento anual. E conta com mais 50 mil restaurantes em sua rede e cerca de 120 mil entregadores

Entrega “tudo”:

O que a Glovo (espanhola), Rappi (Colombiana), Shipp (Caixaba) e James Delivery (Paranaense) tem em comum? Elas estão dispostas a entregar tudo, ou quase tudo, mesmo o que não estiver no catálogo. Neste caso o cliente paga um valor a parte, além do valor da entrega. Elas possuem um amplo marketplace (comércio on-line, dentro de um site) de apoio. Algumas oferecem uma assinatura mensal, que proporciona ao consumidor a isenção da taxa de frete e desconto no valor de pedidos avulsos.

Shopping Centers:

A Delivery Center é uma startup especializada em entregas para Shopping Centers e tem como meta faturar R$ 1 bilhão em 2021. E elaborou um plano de ação estratégico para entregar comidas em até 45 minutos e compras de supermercados, em até 1 dia, em um raio de 3 km. Para garantir a agilidade a Delivery Center  integra os lojistas às plataformas digitais e utiliza os shoppings como centros de distribuição.

Combustíveis:

A GOfit é um aplicativo de entrega de combustível. Um carro pipa vai ao local do usuário e abastece o veículo. O usuário pode adicionar até cinco veículos para utilizar o serviço e a cobrança é feita pelo combustível e não pelo deslocamento do carro pipa. Esse modelo está em fase de testes em três bairros do Rio de Janeiro, Barra da Tijuca, Recreio e Vargem Grande e disponível para dispositivos Android.

Entrega dentro de carros:

A novidade foi lançada nos Estados Unidos pela Amazon em parceria com a Ford. É a “Key-In-Car-Delivery”. O produto é entregue dentro do carro do cliente. O cliente deve residir nos EUA e ser dono de um Ford modelo a partir de 2017 e equipado com um serviço de conectividade chamado Fordpass. Outra premissa é que o veiculo esteja estacionado em um lugar público.

Entrega autônoma:

Carro autonomo

A Ford, Tesla, Google e Uber já operam com carros autônomos (veículos que não necessitam de motorista). Em fase de testes, a parceria inovadora da Ford com a Domino´s proporciona a entrega automatizada de pizzas aos americanos.  Como não há entregador, o consumidor deve digitar um número de pedido em um touchpad na janela do veículo. Em seguida, a janela traseira se abre e o cliente retira as pizzas pedidas. Há uma preocupação também quanto à humanização do processo. A Domino´s em comunicado de seu presidente sinalizou que aproveitará os testes também para analisar a reação das pessoas sobre esse aspecto.

Drone

A parceria da Relp! (Aceleradora de Restaurantes) e a Speed Bird Aero, com a autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) proporcionou a primeira entrega de comida realizada por um drone na America Latina, aconteceu em São Paulo, no dia 15 de Junho. O trajeto foi de aproximadamente 1 km, com a duração de 8 minutos. Um produto foi transportado de um açougue, localizado no Parque Ecológico de Barueri até uma residência em um condomínio em Alphavile.

 


TAGS : artigo , blog , delivery , tecnologia , app , aplicativo