REALIZAÇÃO:Bit Partner | DIREÇÃO:Sidney Cohen

StartUP. A Hora é AGORA!

Andre Diamand - VentureOne

A Inovação que transforma as tendências em realidade tem nome. STARTUP!

Elas estão presentes em soluções que envolvem transformação, com o foco em tecnologia, saúde, mobilidade, sustentabilidade, energia, dentre outros e, obviamente, negócios, muitos negócios. Para o cenário das Startups brasileiras, em especial para 5 delas, já superaram cada uma o valor de mercado de US$ 1 bilhão e levam o rótulo de Unicórnios. São elas: A 99, PagSeguro, Nubank, Stone, iFood.

Para entendermos o que vem pela frente, Andre Diamand, ex-presidente da ABStartup, fundador da VentureOne, com vasta experiência no mercado, em entrevista exclusiva ao Pme News, orienta os empreendedores, principalmente os que estão iniciando no mundo das Startups com dicas valiosas. Confira!

Bastidores

  • O Clube de assinatura é um modelo de negócio que está crescendo no Brasil. O clube proporciona o cliente fazer o cadastro online e receber uma lista variada de produtos em sua residência. Há vários exemplos, livros, vinhos cervejas, cápsulas de café, maquiagens, dentre outras. Segundo estimativa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), o país possui mais de 800 clubes de assinatura e representam uma receita aproximada de R$ 780 milhões.  Os Estados Unidos é referência com mais de 5 mil Clubes.
  • Estudo da Deloitte aponta que as vendas de impressoras 3D comerciais ultrapassarão os US$ 2,7 bilhões em 2019 e romperão os US$ 3 bilhões em 2020, crescendo 12,5% a cada ano. A lista de materiais que podem ser impressos em 3D mais que dobrou nos últimos cinco anos e contribuiu para a expectativa de crescimento da indústria.
  • De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra 2018/2019 poderá ser a maior da história no Brasil, devido à previsão de clima favorável. O agronegócio pode registrar a produção recorde de 238,41 milhões de toneladas de grãos. A produção da safra 2016/2017 foi de 237,67 milhões, quando já representou crescimento de 12,5%. 

Novos Desafios

  • Davi Holanda é o novo CEO da Acesso.
  • A Unisys Corporation anuncia Diana Velásquez Dávila como Líder de Recursos Humanos para a América Latina.

Dados Impressionantes

  • De acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção de ovos de codorna cresceu rapidamente nos últimos dez anos, passando de 1,4 bilhão para 3,3 bilhões. Segundo o levantamento, o aumento deve-se pelo alta demanda do consumo em conserva (antes a distribuição era feita somente in natura). São Paulo é o estado que lidera a produção dos ovos, com 30,4% do total, seguido do Espirito Santo com 22% e Minas Gerais com 13,3%.
  • O Relatório de previsões sobre tecnologia, mídia e telecomunicações da Consultoria Deloitte aponta que, já em 2019, pelo menos 25 operadoras mundo estarão oferecendo serviços 5G, e outras 26 em 2020. A adesão se dará aos poucos, com a expectativa de que 1 milhão de aparelhos 5G serão vendidos em 2019, cerca de 15 milhões no ano seguinte e mais de 100 milhões em 2021.

Agenda

  • 12 a 17 de Fevereiro - São Paulo - SP
    Campus Party Brasil 2019
    Local: Expo Center Norte
  • 16 de Fevereiro - São Paulo - SP
    7ª. Têxtil & Home - Salão de negócios no segmento têxti
    Local: São Paulo Expo

Entrevista

Esta coluna é destinada a entrevistas com especialistas, gestores, executivos e empresários de destaque.

Segue a entrevista de Andre Diamand.

 

PME NEWS - Como você avalia o cenário das Startups no Brasil hoje?

Andre Diamand

Antes de falar do momento atual, vale um pouco de história: depois da venda de minha empresa resolvi dedicar-me ao ecossistema empreendedor a partir de 2011. Nessa época quase não havia estrutura de suporte governamental para Startups e poucos fundos de private equity se apresentavam. Havia no máximo alguns investidores-anjo aventureiros, categoria onde me inseri, e uns poucos eventos, como Startup Weekend, especialmente na região Sudeste. Nesses sete anos, muita coisa melhorou.

  • Cada vez mais investidores organizados em estruturas mais sólidas.
  • Novos programas de governo. 
  • Comunidades de startups geograficamente organizadas.
  • Surgiram os primeiros unicórnios brasileiros, como 99 Taxis, iFood, Pag-Seguro, Nubank, Stone, dentre outros.
  • Mais e mais aceleradoras, mais espaços de co-working estabeleceram-se. 
  • A regulamentação da CVM do modelo de Equity Crowdfunding (uma alternativa inovadora para o financiamento de empreendedores).
  • A Associação Brasileira de Startups, que presidi em 2015, mostra cada vez mais força, com mais de 2000 startups cadastradas, organizando o maior evento anual de startups e empreendedorismo: O CASE.
  • Grandes empresas começaram a criar departamentos de inovação e Open Innovation

O ecossistema está bem mais maduro e muito mais convidativo. Porém ainda estamos muito atrás de países como EUA e Israel, onde a grande diferença é, sem dúvida, o papel do governo, seja como elemento desburocratizador ou, até mesmo, com investimento direto, como no caso de Israel.

 

PME NEWS - Como transformar uma ideia em uma Startup?

Andre Diamand

Ao contrário das empresas tradicionais, as Startups têm um jeito diferente de surgirem, terem sucesso ou até mesmo de quebrarem: tudo tem que ser de forma rápida e barata, inclusive quebrar.

Antes de sair investindo tempo ou dinheiro na sua ideia, você precisa validar se ela não está somente na sua cabeça: vá pra rua, vá em eventos, converse com o maior número de pessoas que você puder, não tenha medo. Faça perguntas sinceras e reais. Em uma Startup de empréstimo de dinheiro, não adianta perguntar: “Você gostaria de ter dinheiro sobrando para o Natal?” A pergunta correta seria: “Você usaria um aplicativo que te facilitasse conseguir um empréstimo com juros melhores, mesmo tendo que pagar um pouco a mais por este serviço?” E tenha cuidado com feedbacks oriundos de família e amigos que muitas vezes serão sempre positivos e não necessariamente sinceros.

Uma vez validada a ideia, tente criar um produto mínimo viável (MVP) para solucionar o problema. As vezes não é preciso nem programar: você pode usar o modelo manual, para testar sua solução. Ou pode criar um site simples e fazer uma campanha no Instagram/Facebook/Google para testar sua solução. Tudo muito simples e sem a necessidade de especialistas. Mas não se engane: se você os tiver a disposição ou souber programar, sua vida ficará mais fácil e você poderá testar vários modelos de negócios sem custos.

Deixe para procurar investidores quando você já puder provar que seu negócio está funcionando e, de preferência, monetizando.

 

PME NEWS - Quais os benefícios e riscos de se abrir uma startup?

Andre Diamand

Riscos: 

  • Deixar de ter um salário fixo e estabilidade de um emprego.
  • Possibilidade de ter mais problemas jurídicos no futuro.
  • Queda importante na sua qualidade de vida, especialmente nos primeiros anos.
  • Quebrar financeiramente.
  • Inseguranças institucionais e políticas do Brasil.

Benefícios:

  • Empreender é tudo de bom pra quem realmente gosta.
  • Chance de se tornar potencialmente mais rico do que em um emprego.
  • Acordar todos os dias trabalhando em um sonho ou em algo que você realmente acredita.
  • Uma vez que a empresa deslancha, a sua qualidade de vida pode melhorar.
  • Poder deixar sua marca transformadora no mundo.
  • A chance de transformar a vida tanto dos que trabalham com você, quanto dos seus clientes e parceiros de negócio.
  • Ficar conhecido e valorizado no Mercado.

Dica: Empreender não é para todos. Não há nenhuma vergonha em aceitar isso.

 

PME NEWS - Que critérios são utilizados para se investir em uma Startup e quais as informações mais relevantes para um investidor.

Andre Diamand

  • Em primeiro, segundo e terceiro lugar: O time. Um grupo que se conhece há algum tempo, complementar, com alta capacidade, sangue nos olhos e que de preferência já tenha tido outras histórias de fracasso ou de sucesso juntos. Que sejam os melhores no que fazem e que tenham humildade para mudar de direção, sem ter muitos problemas de ego e de lidar com gente.
  • A Dor e o tamanho do mercado (TAM - Total Addressable Market), a solução proposta e seus diferencias, a barreira de entrada para que concorrentes não possam copiar seu projeto muito rapidamente.
  • Se o projeto já tem tração, isto é, se já fatura ou se capta clientes em um padrão aceitável. Se já provou seu modelo e agora só precisa escalar.
  • Se tem potencial para ser um unicórnio ou para fazer IPO (ações na bolsa), se tem potencial para ser comprada ou fundida com uma empresa maior (M&A), ou seja, opções de Saída/Exit. Afinal são nestes momentos que o investidor obtém sua saída e seu retorno do investimento.

 

PME NEWS - Quais os erros mais comuns cometidos pelos jovens empreendedores ao abrir uma Startup?

Andre Diamand

  • Acreditar que a dor identificada em sua startup é a dor de todos, sem testar o mercado.
  • Acreditar que a solução encontrada é o único caminho, e não ter humildade nem agilidade para alterar (pivotar) o projeto quando necessário.
  • Dividir a empresa com amigos em iguais partes, na empolgação do momento, por motivos pessoais e não profissionais e não prever situações de ruptura em contrato.
  • Esperar ter um salário no curto prazo: ele não virá.
  • Deixar o rigor jurídico para depois e não definir regras claras entre os fundadores: isso é briga certa para o futuro.
  • Demorar para lançar uma primeira versão (MVP - Minimum Viable Product) para testar logo o mercado. Se você não tem vergonha da sua primeira versão, você está demorando muito para lançá-la.
  • Deixar questões de ego dominarem sua cabeça, ficar buscando prêmios em batalhas de startups e reconhecimento público, ao invés de focar em resultados reais.
  • Criar um modelo de negócios que precise de muito dinheiro até deslanchar. Tente monetizar e atingir o breakeven o quanto antes. Assim você terá tempo para testar e melhorar seu produto sem quebrar no caminho.
  • Não criar um bom plano para retenção dos melhores talentos usando as técnicas de distribuição de participação ao longo do tempo (Cliff e Vesting).
  • Trabalhar pouco.

 

PME NEWS - Que iniciativas têm sido feitas para estimular o crescimento das Startups brasileiras?

Andre Diamand

Várias iniciativas estão acontecendo tanto no âmbito governamental, no intuito de desonerar, agilizar e financiar Startups, com revisão de leis para facilitarem a vida dos empreendedores e investidores. Criação de comunidades fortes de Startups, que proporcionam interessantes eventos e encontros. Inúmeros espaços de co-working que facilitam os custos de início da empresa bem como a integração entre empreendedores, entidades que buscam mudanças junto ao governo, como a Associação Brasileira de Startup e o Dinamo. Regras para equity Crowdfunding, autorizadas pela CVM, que facilitam a investidores de menor porte investirem em Startups.

A macroeconomia também sopra na direção das Startups: com a taxa de juros mais baixa, aquele investidor que ganhava 10% ao ano com fundos de renda fixa tem agora mais interesse em arriscar parte de seu dinheiro com possibilidades de ganhos maiores. Uma boa parcela deste dinheiro já está indo para Startups.

Inúmeros fundos e organizações interessadas em investir também existem hoje no Brasil. Seja em estágios mais iniciais da empresa ou mais a frente, com montantes maiores.

Se eu pudesse elencar um único órgão que mais fomenta o empreendedorismo e as Startups no Brasil este seria o SEBRAE, que, através de meetings, cursos, eventos, palestras e consultorias, fortalece e desenvolve de fato este ecossistema. Na dúvida, procure o SEBRAE de sua região.

 

PME NEWS - Que dicas você dá para quem está iniciando no mundo das Startups?

Andre Diamand

Faça uma pergunta para você mesmo: o que te move? Por que você quer empreender?

Se as respostas forem na linha do: Porque não quero ficar fora desta festa, ou porque é legal e vou ser respeitado, desista agora! Isto não é pra você.

Se você se sente picado pelo bicho do empreendedorismo, se você deseja transformar o mundo e ter orgulho de ter feito parte disso, então vá em frente. Siga a risca as dicas e lembre-se: Empreender é 1% inspiração e 99% transpiração. Comece hoje. Teste hipóteses e falhe. Falhar nunca é falhar: é sempre aprender. Muitos casos de sucesso que hoje conhecemos aconteceram depois de inúmeras falhas. Tenha fé na sua capacidade e nunca conte com a sorte. E, acima de tudo, ame seu projeto e trabalhe muito.

Para conhecer mais deste mundo, recomendo a leitura de livros especializados em Startups, cito como exemplo: “A Startup Enxuta”, “Nada Easy”, “Smart Money”,  dentre inúmeros outros. Participe de eventos (como o Startup Weekend e o CASE), procure seguir nas redes os empreendedores com os quais você se identifica e se tiver oportunidade assista ao programa Shark Tank. É uma ótima referência.

A chance de sua Startup dar certo é muito pequena. Por isso mesmo você precisa injetar certeza de que será a sua Startup a vitoriosa. E passar esta energia para seus sócios e funcionários é fundamental. Sempre procure criar negócios com propósito, não vise somente ao lucro.

 

Pense Nisso

“Se você deseja transformar o mundo e

ter orgulho de ter feito parte disso,

então siga em frente”.

 

Andre Diamand

 

Seja bem-vindo. Cadastre-se ou faça o login para ter acesso a todas edições.

Assinante, faça seu login abaixo: