REALIZAÇÃO:Bit Partner | DIREÇÃO:Sidney Cohen

SEGURANÇA DIGITAL

Luis Corrons - Panda Security

O efeito Snowden provou que as vulnerabilidades quanto à segurança digital existem. A biometria simples não basta. Alguns bancos já preveem adicionarem o reconhecimento de fala e de face para ampliar o radar da sua segurança.

Recentemente, durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, 23 milhões de tentativas de ataque cibernéticos foram bloqueados.

Difícil também deixar de associar o modelo de computação em nuvem à segurança digital. Nesta edição, o PME NEWS entrevistou o Diretor Técnico da Panda Security, Luis Corrons, que analisa essa questão e orienta o leitor quanto à prevenção e os desafios da segurança digital. Confira!

Bastidores

  • Pesquisa da Robert Half com 100 CIOs atuantes no país revela que 93% deles acreditam que enfrentarão mais ameaças digitais nos próximos 5 anos devido à falta de profissionais qualificados.
  • A pesquisa revela também os três riscos mais significativos para a empresa nos próximos 5 anos: 
    1º Cibercrime (fraude, extorsão e roubo de dados – 73%) 
    2º Espionagem/ spyware/ ransomware (51%) 
    3º Abuso de dados (44%) 

Novos Desafios

Rudá Azambuja assume a Direção de Expansão e Obras do Grupo Avenida.

Alex Inglês é o novo Diretor Geral da British Telecom no Brasil.

Dados Impre$$ionante$

  • Segundo o estudo realizado pela empresa de consultoria IDC, os gastos com segurança da informação em 2016 foram de US$ 73,7 bilhões e devem chegar a US$ 101 bilhões em 2020.
  • Outro estudo realizado pela Ernst & Young, com 1755 executivos das áreas de Segurança da Informação e TI em 67 países, indicou que 63% das organizações nacionais não possuem programas para prevenir ameaças cibernéticas, enquanto 43% não têm um programa para identificação de vulnerabilidades e 45% não dispõem de nenhum tipo de programa para detecção de brechas.

Agenda

  • 15 a 18 de Janeiro – São Paulo - SP 
    São Paulo Prêt à Porter 
    Expo Center Norte
  • 15 a 18 de Janeiro – São Paulo – SP
    COUROMODA 
    Expo Center Norte

Entrevista

Esta coluna é destinada a entrevistas com especialistas, gestores, executivos e empresários de destaque.

Segue abaixo a entrevista de Luis Corrons, diretor da Panda Security

 

PME NEWS – A computação em nuvem é segura?

Luis Corrons – PANDA Security

É difícil dar uma resposta direta, embora em geral possamos dizer que sim, é segura. De fato, se analisarmos os ataques, veremos que a maioria deles concentra-se no elo mais fraco, que não está no lado da computação em nuvem, mas no usuário final.

PME NEWS - A espionagem cibernética, especificamente, o caso Edward Snowden, contribuiu para a evolução da segurança digital?

Luis Corrons – PANDA Security

Eu diria que o caso de Snowden contribuiu de uma maneira diferente: abriu nossos olhos e vamos perceber que não temos apenas que nos preocupar com os cibercriminosos, que as agências de inteligência estão sempre procurando reunir o máximo de informações possível sobre todos os cidadãos, que inclui todos nós.

PME NEWS - Que tipos de ataques cibernéticos podem afetar os negócios?

Luis Corrons – PANDA Security

Todos os ataques cibernéticos podem afetar seu negócio. Se eu tivesse que nomear os mais perigosos, eu iria para os seguintes tipos de ataques:

- Extorsão, tais como DDoS (ataques em computadores conectados na Internet, site da empresa ou serviços on-line), ou ransomware (um tipo de malware que restringe o acesso ao sistema infectado e cobra um valor de "resgate"). Em ambos os casos, os cibercriminosos costumam pedir dinheiro para parar o ataque ou recuperar os arquivos criptografados, respectivamente.

- Os ataques de ciberespionagem, aqueles que procuram informações valiosas internas (plano de negócios da empresa, lista de clientes, etc.)

- Ataques financeiros: aqueles que procuram o dinheiro da empresa, como os trojans bancários que vão atrás das credenciais on-line para gerenciar as contas bancárias da empresa.

PME NEWS - De acordo com estimativas de mercado, mais de 900 milhões de aparelhos são afetados pela falha, batizada como “Quadrooter”. Assim como essa, demais vulnerabilidades colocarão em risco as soluções mobiles. Como prevenir essas vulnerabilidades?

Luis Corrons – PANDA Security

Tal como acontece com as vulnerabilidades em qualquer plataforma, a principal ferramenta que os usuários têm é de atualizar seus dispositivos. Assim que os patches são disponibilizados, os usuários têm de aplicá-los. Infelizmente, os Androids, por exemplo, o mercado está tão fragmentado que nem sempre é uma opção, pois em muitos casos apenas os dispositivos mais recentes recebem as atualizações necessárias.

PME NEWS - O que motiva as invasões e quais são os principais alvos dos ataques cibernéticos?

Luis Corrons – PANDA Security

O dinheiro é a principal causa de ataques cibernéticos. Há alguns outros, não tão importantes em quantidade, mas eles devem ser levados em consideração:

Vingança (ex-funcionários)
Ideologia (hacktivistas)
Curiosidade
Guerra / Terrorista (por exemplo, ataques patrocinados pelo Estado).
 

PME NEWS - Quais ações tecnológicas podem ser adotadas pelas pequenas e médias empresas para agirem de forma mais segura?

Luis Corrons – PANDA Security

As empresas devem esquecer as soluções antimalware tradicionais que servem para remover os malwares (malignos que prejudicam o seu computador) e ir para EDR (Detecção e Resposta de Endpoints) soluções que lhes permitem ter controle total do que está acontecendo em suas redes. Soluções estas que combinam as capacidades de detecção de antimalware e ao mesmo tempo são capazes de classificar e monitorar em tempo real todos os processos em execução em todos os nossos computadores, gerando evidências forenses no caso de acontecer alguma violação.

PME NEWS - Quais os desafios da segurança digital?

Luis Corrons – PANDA Security

Internet das Coisas (IoT) é o principal desafio que vamos enfrentar nos próximos anos. Estima-se que 20.000 milhões de dispositivos estarão conectados até 2020, e a maioria deles não foram projetados quanto à segurança digital.

Pense nisso

“Se analisarmos os ataques, veremos que a maioria deles se concentra no elo mais fraco, que não está no lado da computação em nuvem, mas no usuário final”.

Luis Corrons

Seja bem-vindo. Cadastre-se ou faça o login para ter acesso a todas edições.

Assinante, faça seu login abaixo: