REALIZAÇÃO:Bit Partner | DIREÇÃO:Sidney Cohen

Prevenção, a melhor decisão.

Horacio Cata Preta - Golden Insurance

Em pesquisa realizada pelo IBOPE há pouco mais de 2 anos e que ainda serve de parâmetro para pequenas empresas, aponta-se que cerca de 75% das empresas brasileiras desse porte não possuem seguro corporativo. Segundo o estudo, 37% justificam devido à falta de planejamento, 33% pelo custo do seguro e 29% apontam ser desnecessário.

No aspecto global, a expectativa de demanda em adquirir um seguro corporativo tende a crescer, estimulado pelo risco de ameaças cibernéticas. Em 2016, o mercado de ciberseguros totalizou nos Estados Unidos 1,35 bilhões de dólares em prêmios, um aumento de 35% segundo a agência de classificação de risco de crédito Fitch. A empresa de consultoria Allied Market Research projeta que o mercado global atingirá 14 bilhões de dólares em 2022.

Para ilustrar a importância do seguro corporativo, entrevistamos, nessa edição, o CEO da Golden Insurance, Horacio Cata Preta, com orientações sobre o assunto.

Bastidores

  • De acordo com o Comitê Gestor do eSocial, a partir de 8 de Janeiro, empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões anuais passam a ter a utilização obrigatória do programa. Esse grupo representa 13.707 mil empresas e cerca de 15 milhões de trabalhadores. As micros e pequenas empresas e MEIs que possuam empregados, a utilização obrigatória está prevista para 16 de julho de 2018. Para os órgãos públicos, o uso do eSocial  será obrigatório a partir de 14 de janeiro de 2019.
  • As novas mudanças do Simples Nacional entram em vigor a partir de 1º de janeiro deste ano. Seguem algumas delas:

O limite máximo de faturamento:

EPP (Empresa de Pequeno Porte) sobe de R$ 3,6 milhões para R$ 4,8 milhões anuais.

MEI (Microempreendedor Individual) sobe de R$ 60 mil para R$ 81 mil anuais.

Alíquota

Não será mais praticada uma alíquota simples, o cálculo deverá levar em consideração a receita bruta acumulada nos doze meses anteriores e o desconto fixo. Assim, a carga tributária poderá sofrer um aumento para algumas empresas e redução para outras.

Novas atividades

Novas atividades ingressam no Simples Nacional:

- Indústria ou comércio de bebidas alcoólicas, desde que não produzam ou comercializem no atacado.

- Representação comercial e demais atividades de intermediação de negócios e serviços de terceiros.

- Auditoria, economia, consultoria, gestão, organização, controle e administração.

Anexos

O anexo VI deixa de existir, as atividades passam para o novo anexo V. Exceto as atividades de arquitetura e urbanismo, medicina, odontologia, psicologia, terapia ocupacional, acupuntura, podologia, fonoaudiologia, clínicas de nutrição e bancos de leite, que irão para o anexo III.

  • O IBOPE entrevistou recentemente 401 profissionais responsáveis pela compra de computadores em empresas com até 99 funcionários e identificou que 48% das micro e pequenas empresas no Brasil planejam a compra de um ou mais computadores em até seis meses, e outras 31% não descartam a possibilidade de adquirir novos PCs para atender demandas específicas. O estudo aponta que somente 37% do parque de computadores de micro e pequenas empresas possuem políticas para trocas periódicas de PCs. Das empresas entrevistadas, 65% não permitem o acesso a arquivos e documentos que estão na rede corporativa por meio de computadores pessoais. Porém, a maioria (62%) permite o acesso a e-mails corporativos desses mesmos equipamentos. O estudo aponta também que 58% das empresas permitem que os profissionais trabalhem de forma remota, mas, em média, só 23% dos funcionários trabalham efetivamente nessa modalidade.

 

 

Novos Desafios

  • Amanda Araujo ingressa na Bioassist como Analista de Marketing.
  • Paulo Rossi é o novo Gerente Comercial da X Solution Group.

Dados Impressionantes

  • Apesar da retração econômica do país, o setor de seguros continua crescendo. Anualmente, em média, movimenta R$ 240 bilhões, respondendo por 6,2% do Produto Interno Bruto (PIB) e gera 151 mil empregos, segundo a Superintendência de Seguros Privados (Susep).
  • A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estima que até 2024, 1,2 milhão de unidades deverá produzir sua própria energia elétrica, por meio de sistemas de micro e minigeração distribuída, que permitem que qualquer residência ou empresa, instale pequenos geradores de fontes renováveis, como painéis solares e gere energia para consumo próprio.
  • Segundo o estudo divulgado pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), são consumidos no país 3 bilhões de cápsulas por ano, com a perspectiva de crescimento a taxas de 17% ao ano até 2020. O café na forma de cápsula representa 1,2% do consumo total no país. Apesar de “pouco expressivo”, espera-se que esse mercado movimente R$ 2,2 bilhões até 2019.
  • Safra de algodão 2016/2017, apesar de apresentar queda de 3% em sua área plantada, faturou US$ 135 bilhões, segundo a Associação Brasileira de Produtores de Algodão. Bahia, Goiás e Mato Grosso são os principais estados produtores. A expectativa é da área plantada crescer 20% no ciclo 2017/2018.

Agenda

  • 15 a 18 de Janeiro – São Paulo - SP
    São Paulo Prêt-à-Porter – Couro Moda
    Local: Expo Center Norte

Entrevista

Esta coluna é destinada a entrevistas com especialistas, gestores, executivos e empresários de destaque.

Segue abaixo a entrevista de Horacio Cata Preta, CEO da Golden Insurance.

PME NEWS - Qual a importância do seguro empresarial?

Horacio Cata Preta

O seguro empresarial protege o patrimônio da empresa (imóveis e outros bens patrimoniais) em diversas situações, com destaque para incêndio e outros danos eventuais.

Este seguro é fundamental para a tranquilidade dos sócios da empresa, para que tenham a possibilidade de amortização das perdas relacionadas com incêndio e outros acidentes ou ocorrências.

 

PME NEWS - Quais os principais riscos que as Pequenas e Médias Empresas estão expostas?

Horacio Cata Preta

Os principais riscos nas Pequenas e Médias Empresas são todos aqueles que podem causar o fechamento da empresa ou impactar na sua continuidade, seja nas situações de incêndio, inundações, queda de raios, problemas relacionados com eletricidade, roubos, furtos e outros definidos no contrato.

 

PME NEWS - O que caracteriza os seguros multirriscos empresariais? As pequenas empresas têm acesso a esse tipo de seguro?

Horacio Cata Preta

A contratação de seguros de multirriscos é acessível por qualquer tipo de empresa, desde que tenha um bom histórico junto às seguradoras. Nesse tipo de seguro, é possível elaborar apólices personalizadas de acordo com a natureza do negócio e as necessidades das empresas.

 

PME NEWS - O que é Seguro de Responsabilidade Civil? Cite alguns exemplos.

Horacio Cata Preta

O seguro de Responsabilidade Civil é amplo e objetiva proteger a empresa e seus diretores em várias situações, assim como as Pessoas Físicas.

Os Seguros de Responsabilidade Civil cobrem várias situações, cito algumas delas:

Estabelecimentos comerciais

Cobre danos a terceiros causados não apenas pelas atividades realizadas na propriedade do segurado, como também, causados por mercadorias transportadas por ele.

Empregador

Cobre acidentes causados pela empresa a terceiros. As coberturas são corporais, morte e invalidez permanente. A cobertura contra riscos materiais deve ser feita por cláusula particular.

Prestação de serviços a terceiros

Cobre acidentes decorrentes de danos corporais e/ou materiais às pessoas ou empresas que tenha contratado serviços de várias naturezas.

Seguem exemplos de outras modalidades do seguro de responsabilidade civil:

  • Condomínios, Proprietários e Locatários de Imóveis;
  • Construtoras - Danos Materiais em geral;
  • Estabelecimentos Comerciais e Industriais;
  • Estabelecimentos de Ensino;
  • Estabelecimentos de Hospedagem, Restaurantes, Bares, Boates e Similares;
  • Exposições e Feiras de Amostras;
  • Farmácias e Drogarias;
  • Obras – Construção ou Demolição de Imóveis Residenciais e/ou Comerciais;
  • Poluição Ambiental;

 

PME NEWS - O bem mais valioso de uma empresa é a informação. Como funciona o Ciberseguro?

Horacio Cata Preta

O Ciberseguro cobre danos às empresas e a terceiros, desde que decorrentes de ataques cibernéticos.

O Seguro contra riscos cibernéticos objetiva os casos em que hackers invadem os sistemas da empresa e possibilitam o roubo de dados. Esse tipo de seguro exige que a empresa tenha proteções adequadas para os seus bancos de dados e na utilização das redes de comunicação. Normalmente as empresas armazenam os seus dados em pelo menos dois lugares diferentes para evitar que suas atividades fiquem prejudicadas. A expectativa do volume de prêmios pagos nesse tipo de seguros pode saltar de R$ 2 milhões para R$ 100 milhões em dois anos, segundo a Confederação Nacional de Seguradoras (Cnseg).

 

PME NEWS - Como o seguro pode proteger a qualidade de vida dos colaboradores de uma pequena empresa?

Horacio Cata Preta

Normalmente neste tipo de proteção, a empresa contrata seguros de saúde, vida e acidentes pessoais para os seus diretores e empregados, podendo ser extensivos aos dependentes legais.

Quanto à qualidade de vida, a empresa faz a implantação de Programas de Prevenção e de Acompanhamento de Doentes Crônicos (diabéticos, cardiopatas, obesos e outros que estejam incluídos neste grupo).

Outros programas de acompanhamento dos empregados normalmente são realizados pelo SMO – Serviço de Medicina Ocupacional da empresa.

 

Pense Nisso

“A prevenção é o primeiro passo para a

continuidade de um negócio”.

 

Horacio Cata Preta

Seja bem-vindo. Cadastre-se ou faça o login para ter acesso a todas edições.

Assinante, faça seu login abaixo: