Marcos Feldman Consultor Empresarial

Entrevista concedida pelo Consultor Empresarial Marcos Feldman, ao PME NEWS, Tema: "Fusões e Aquisições".

PME NEWS - A fusão e a aquisição de empresas surgiram no cenário corporativo e vem ganhando força nas de pequeno e médio porte nos últimos 15 anos. A que se deve esse movimento?

Marcos Feldman

Mais de uma razão, mas podemos citar que o empreendedor, visando ao crescimento de suas operações e respectiva necessidade de capital para investimentos e de giro, prefere ceder parte do controle de sua empresa, ao invés de assumir empréstimo no sistema financeiro local, onde os juros são abusivos e dificilmente permite que a própria operação reduza tal comprometimento.

Pelo lado do investidor, uma formalidade crescente das empresas fornece informações reais da situação da empresa, permitindo um investimento consistente e seguro, de acordo com o respectivo plano de negócios/crescimento.

PME NEWS - A crise no Brasil impactou no processo de fusão e aquisição de empresas?

Marcos Feldman

O Brasil continua sendo uma economia importante no cenário mundial, e as empresas e investidores entendem que essa crise é passageira, assim como historicamente todas foram.

Há de se destacar que para o vendedor ou candidato à fusão, é importante “fugir” das altas taxas de juros, e reduzir despesas operacionais, resultado da sinergia (quando fusão).

Ainda analisando os processos de fusões estratégicas, nos quais existem sinergias, as empresas globais, multinacionais, em geral, preferem investir na aquisição/fusão em empresas locais, ao invés de iniciarem todo um processo do zero (start-up). Garantindo, assim, a penetração quase que imediata no mercado local, onde os investimentos e tempo de maturação, muitas vezes, inviabilizam tal início.

PME NEWS - Como avaliar o real valor de uma empresa?

Marcos Feldman

Em geral, as empresas em processo de fusão possuem um valor técnico, em que os cálculos mais utilizados do valor de uma empresa são:

  • O valor presente da projeção do fluxo de caixa (Quanto gera ou gerará em caixa por “X” anos).
  • Multiplicador do EBITDA, em período a definir, que expressa o resultado total da empresa, antes dos juros, dos impostos, das depreciações e das amortizações.

Porém, após isso, um negócio é concretizado mesmo quando o apetite do comprador é semelhante ao que lhe é oferecido/pedido.

O ideal é ter uma assessoria profissional para o assunto.

PME NEWS - Quem perde e quem ganha no processo de fusão e aquisição?

Marcos Feldman

Creio que ambos têm benefícios, sendo que é fundamental o compartilhamento do poder, ou seja, das decisões principais. Uma fusão estratégica, ou seja, empresas de setores afins, pode ocasionar uma sinergia de seus back-offices, trazendo economia nas suas operações, além de um poder de compra e de venda superior, proporcional aos volumes/escala.

PME NEWS - O processo de fusão gera um clima de tensão. Qual o primeiro passo a ser adotado pela empresa diante dos colaboradores?

Marcos Feldman

A tensão existe sim, e ela é provocada pela insegurança da equipe em saber, o quanto antes, como será a “minha posição” após a concretização do negócio.

Certo individualismo ocorre e o empreendedor deve sustentar que será melhor para a empresa e, consequentemente, melhor para todos envolvidos.

Sugiro sempre aos meus clientes que sejam transparentes com a sua equipe, no momento certo, ou seja, até a finalização do processo de negociação inicial e respectivas diligências, os profissionais envolvidos em fornecer informações devem ter acesso ao que está acontecendo, a fim de reunir documentos e informações pertinentes a essas fases.

Após essa fase, e concretização do negócio, todos devem receber as comunicações pertinentes de forma positiva, reduzindo, então, eventuais tensões.

 

veja também