Bernard Caster Caster Infoplace

Entrevista concedida pelo CEO da Caster Infoplace, Bernard Caster, ao PME NEWS - Tema: "Software de Gestão nas PME´s"

PME NEWS – Alguns empresários reclamam dos sofwares de gestão pelo fato dos módulos serem ligados uns aos outros e de haver uma alta dependência dos fornecedores.   Isso procede?  Se afirmativo, como poderia melhorar esses aspectos?

Bernard Caster

Entendo a preocupação, porém, discordo sobre o raciocínio. Poderia destacar inúmeras vantagens. Mas, vamos aos pontos que o preocupam. Alguns empresários têm razão quanto aos módulos serem ligados uns aos outros, pois o ERP é baseado em processos e o fato das empresas optarem em usar o sistema integrado é exatamente por obter as informações dos processos de todos os departamentos. Facilitando diretamente no tempo de resposta dessas informações.

Quanto à dependência dos fornecedores, é muito relativo. Há soluções de ERPs inclusive gratuitas, onde o usuário não precisa da intervenção em nenhum momento do fornecedor. Porém, para aperfeiçoar o aprendizado e customização da ferramenta e até mesmo o suporte, a atuação direta do fornecedor se faz necessária para que o cliente adquira um conhecimento sobre a solução e ganhe tempo, de forma a gerar o resultado esperado e eficiente.

PME NEWS – Em quanto tempo uma empresa consegue obter um retorno de investimento (ROI) em um software de gestão. Incluindo a aquisição, implantação, treinamentos e possivelmente suporte durante a pós-venda?

Bernard Caster

Sua pergunta é muito boa, mas é muito relativo precisar. Pelos registros da Caster, os clientes costumam ter em média um retorno de investimento nos primeiros quatro meses. Lembro, porém, que o software se paga de algumas formas. Nos primeiros dias depois de implantado, há uma melhora acentuada ao acesso das informações, com mais segurança e praticidade. Diminuindo o tempo de trabalho cotidiano, ou seja, melhora considerável na produtividade, contribuindo para a redução dos custos aplicados de forma direta e indireta.

PME NEWS – Quais obstáculos a sua empresa encontra durante a implantação do software de gestão nos clientes?

Bernard Caster

Como em toda empresa, as dificuldades estão na resistência a mudanças pelos funcionários. Porém durante o treinamento, há uma participação direta, principalmente dos que inicialmente eram mais resistentes na aquisição da solução, pois eles percebem que o software irá minimizar o esforço e aumentar a produtividade. Claro que esse processo nem sempre é rápido, principalmente nas empresas de médio porte, mas depois de implantado, há um grau de satisfação elevado. Por exemplo, 80% das vendas na Caster são feitas por indicação de clientes satisfeitos.

PME NEWS – O Cloud Computing é uma solução interessante, porém, em se tratando de base de dados, há uma resistência grande por parte dos pequenos e médios empresários em aplicar um ERP “nas nuvens”, devido a vulnerabilidade. O senhor diria que isso é fato ou o Cloud Computing veio para ficar de vez e ser totalmente seguro?

Bernard Caster

A resistência se deve para aquele empresário que leva para o trabalho a cultura da tecnologia de casa. Tornando a segurança da rede da sua empresa vulnerável. E o que é pior, generaliza a situação, passando a imagem que todas as empresas são assim. Quanto a solução em nuvem ela veio pra ficar. E se a empresa oferecer esse tipo de solução, ela deve estar preparada, principalmente quanto a segurança. Com o Cloud Computing, as empresas reduzem custos de hardware, não sendo preciso dedicar um servidor para as soluções integradas, assim como, na facilidade de acesso, o usuário poderá acessar de casa ou de outras cidades. Enfim, vejo inúmeras vantagens e a solução em nuvem não é uma tendência, é uma realidade.

veja também